Notícias

17/07/2020 14h27

BRF ASSINA COMUNICADO DO SETOR EMPRESARIAL EM APOIO À PRESERVAÇÃO DOS BIOMAS BRASILEIROS

Adesão reforça o pedido de uma agenda de desenvolvimento sustentável e combate ao desmatamento ilegal

Imagem de destaque

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, aderiu ao comunicado setorial liderado pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e destinado ao presidente do Conselho Nacional Amazônia Legal, Hamilton Mourão. Ao assinar o documento, a Companhia se une a cerca de 50 empresas brasileiras, grupos empresariais dos setores industrial, agrícola e de serviços, além de cinco organizações, que pedem uma agenda de desenvolvimento sustentável e combate ao desmatamento ilegal na Amazônia. A carta será protocolada no Supremo Tribunal Federal, Senado Federal, Câmara dos Deputados e na Procuradoria Geral da República (PGR).

Reafirmando o seu compromisso com a Sustentabilidade, a BRF, representada por seu CEO Lorival Luz, entende que é necessário acompanhar com maior atenção e preocupação os possíveis impactos que o desmatamento pode gerar, incluindo uma percepção negativa da imagem do Brasil no exterior em relação às questões socioambientais na Amazônia.

“Para a BRF, a gestão sustentável é um processo inegociável e faz parte da nossa essência. Esta agenda depende do envolvimento de todo setor brasileiro, focada em iniciativas que reforcem o compromisso socioambiental com o nosso País”, salienta Lorival Luz.

Com a adesão ao documento, as empresas se colocam à disposição do Conselho da Amazônia para contribuir com as seguintes soluções:

 -   Combate inflexível e abrangente ao desmatamento ilegal na Amazônia e demais biomas brasileiros;

-   Inclusão social e econômica de comunidades locais para garantir a preservação das florestas;

-  Minimização do impacto ambiental no uso dos recursos naturais, buscando eficiência e produtividade nas atividades econômicas daí derivadas;

-   Valorização e preservação da biodiversidade como parte integral das estratégias empresariais;

-    Adoção de mecanismos de negociação de créditos de carbono;

-  Direcionamento de financiamentos e investimentos para uma economia circular e de baixo carbono;

-  Pacotes de incentivos para a recuperação econômica dos efeitos da pandemia da COVID-19 condicionada à uma economia circular e de baixo carbono.

Ainda em 2019, a BRF se tornou parceira da Colaboração para Florestas e Agricultura (CFA), que tem como parceiros TNC, NWF, WWF e Fundação Moore, e outras empresas, com o objetivo de orientar as melhores práticas na gestão sustentável na cadeia de soja.

Além disso, a Companhia é membro do Programa Brasileiro GHG Protocol, no qual segue sua metodologia para cálculo de inventário de gases de efeito estufa. As emissões atmosféricas e de GEE são submetidas a um modelo de gestão que obedece à legislação ambiental e às boas práticas do mercado.

Atualmente, a empresa possui uma norma interna de grãos e cláusulas contratuais que garantem a proibição de aquisição de matérias primas originárias de áreas de desmatamento do bioma amazônico alinhado à Moratória da Soja, bem como a possibilidade de uma vez identificado quaisquer desvios, imediata ruptura do fornecimento por parte da BRF. A Companhia também realiza consultas quinzenais às listas públicas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) como forma de controle sobre irregularidades de seus fornecedores.

“Ao longo de 2019 investimos R$ 108,6 milhões em projetos de redução de impacto ambiental, de acordo com as categorias elegíveis ao Green Bond, que dá acesso à Companhia para linhas financeiras verdes. Com esta iniciativa e tantas outras, temos a oportunidade única, os recursos e o conhecimento para dar escala às boas práticas e, mais do que isso, planejar estrategicamente o futuro sustentável do Brasil”, finaliza o CEO Lorival Luz.

Sobre a BRF

Maior exportadora global de frango do mundo, a BRF possui marcas icônicas como Sadia, Perdigão e Qualy.  Seu propósito é oferecer alimentos de qualidade cada vez mais saborosos e práticos, para pessoas em todo o mundo, por meio da gestão sustentável de uma cadeia viva, longa e complexa, que proporciona vida melhor a todos, do campo à mesa. Pautada pelos compromissos fundamentais de segurança, qualidade e integridade, a Companhia baseia sua estratégia em uma visão de longo prazo e visa gerar valor para as comunidades em que atua, seus colaboradores e integrados, acionistas e para a sociedade.