Notícias

07/06/2021 10h32

BRF REFORÇA COMPROMISSOS COM A SUSTENTABILIDADE PARA CELEBRAR DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

Ao promover uso adequado dos recursos naturais, Companhia investiu mais de R$188 milhões em ações que proporcionam maior eficiência ambiental

Imagem de destaque

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente, comprometida em promover práticas sustentáveis em toda sua cadeia de atuação.  Orientada pela sua preocupação com a natureza, a empresa vem investindo em iniciativas e melhorias contínuas em procedimentos operacionais. No último ano, foram aplicados mais de R$ 188 milhões em projetos para redução de impactos ambientais, contribuindo para o cumprimento das metas estabelecidas pela BRF relacionadas à gestão eficiente da água, economia de baixo carbono e uso consciente de energia.

“Buscamos evolução constante nos nossos patamares de gestão ambiental. Como empresa global, a incorporação de critérios de sustentabilidade à gestão e à estratégia é uma jornada permanente que visa antecipar transformações de mercado e garantir o tratamento adequado de riscos e impactos. O objetivo da Companhia é proteger e conservar o meio ambiente, além de gerenciar o portfólio de produtos com foco na redução dos impactos pós-consumo”, declara Grazielle Parenti, vice-presidente Global de Relações Institucionais, Reputação e Sustentabilidade da BRF.

Comprometida em contribuir positivamente com o meio ambiente, a empresa possui iniciativas e metas que reforçam a responsabilidade e adesão dos aspectos ESG dentro da visão de futuro da Companhia, como:

Gestão da água

Em 2020, a BRF assumiu o compromisso de reduzir em 13% o indicador de consumo de água (m3 /ton) até 2025. Para 2021, a meta é atingir uma redução de 3%. Desse modo, a Companhia segue padrões de qualidade rigorosos que garantem a conformidade com todos os regulamentos do Ministério da Agricultura sobre o consumo e qualidade de água nos processos. O monitoramento da captação de água é uma prática diária nas operações, bem como indicadores e índices que fornecem subsídios para uma tomada de decisão ágil, a fim de garantir o uso eficiente e o cumprimento dos requisitos legais em todas as operações. Por meio de ações, como o reuso de água, a BRF evita nova retirada do recurso do meio ambiente.

Emissões

Em sintonia com a estratégia de sustentabilidade da Companhia e com os impactos potenciais da questão climática sobre o negócio, a BRF vem buscando aumentar a eficiência no uso de recursos naturais e no controle de emissões da cadeia produtiva. Como compromissos assumidos estão a implementação de linha de produto neutro em carbono ainda em 2021 e uma redução de 20% nas emissões de gases de efeito estufa (GEE) até 2030. Em 2020, foi implantado um software para o cálculo automatizado das emissões de GEE do Escopo 1 e Escopo 2, integrado com o sistema de informações da Companhia. Por meio desse software, o controle das emissões foi aprimorado em todas as unidades da empresa globalmente. O comprometimento com a transparência de emissões e a busca por uma economia de baixo carbono rendeu à BRF a inclusão no Índice de Carbono Eficiente (ICO2) da B3. Além disso, o Inventário de Gases de Efeito Estufa (GEE) da BRF é reconhecido com o Selo Ouro pelo Programa Brasileiro GHG Protocol.

Recentemente, a BRF realizou em Toledo, no Paraná, a primeira entrega de material genético a um produtor integrado feita por meio de um drone. No teste, foram entregues doses de sêmen suíno para inseminação em uma granja integrada na zona rural do município. Além da biossegurança e agilidade proporcionada por esse tipo de operação, há uma redução considerável de emissão de CO2, já que, atualmente, carros e caminhonetes percorrem cerca de 45 mil quilômetros por mês para conectar granjas e centrais de insumo.  

Energia

Nos últimos anos, mais de 90% da energia consumida pela BRF foi originária de fontes renováveis. A meta da Companhia é aumentar para 50% a autoprodução de energia elétrica proveniente de fontes limpas até 2030. Por meio do Programa de Excelência Energética BRF, a empresa promove o consumo sustentável de energia em suas operações fabris e administrativas, utilizando indicadores de desempenho e monitorando o consumo energético nos diferentes processos. A BRF adota linhas anuais de investimentos para aplicar recursos próprios para a atualização de tecnologia e para a adoção de equipamentos mais eficientes. Como destaque, a empresa estabeleceu a padronização de procedimentos de controle de temperatura dos túneis de congelamento, implantou controles automáticos e variáveis de equipamentos de ar comprimido e atualizou a tecnologia de iluminação nas fábricas para o sistema LED. A empresa firmou, ainda, um convênio com o Banco do Brasil, que disponibilizará R$ 200 milhões em limites de crédito para financiar investimentos na instalação de painéis de energia solar nas granjas dos integrados. Para o próximo ano, a expectativa é que a iniciativa alcance a marca de 700 instalações.  

A BRF demonstra o entendimento sobre a relevância dos aspectos relacionados à responsabilidade corporativa e sua atuação como promotora do desenvolvimento sustentável. Por isso, a Companhia trabalha em grandes frentes que contemplam temas ESG, não apenas nas operações próprias, mas em toda a cadeia. As metas e compromissos socioambientais da BRF são desenvolvidos e desdobrados por múltiplas áreas da Companhia, com monitoramento eficaz e constante.

Sobre a BRF

Uma das maiores empresas de alimentos do mundo, a BRF está presente em mais de 117 países e é dona de marcas icônicas como Sadia, Perdigão e Qualy. Seu propósito é oferecer alimentos de qualidade cada vez mais saborosos e práticos, para pessoas em todo o mundo, por meio da gestão sustentável de uma cadeia viva, longa e complexa, que proporciona vida melhor a todos, do campo à mesa. Pautada pelos compromissos fundamentais de segurança, qualidade e integridade, a Companhia baseia sua estratégia em uma visão de longo prazo e visa gerar valor para seus mais de 95 mil colaboradores no mundo, mais de 300 mil clientes e aproximadamente 10 mil integrados no Brasil, todos os seus acionistas e para a sociedade.