Notícias

28/04/2021 14h04

NOVAS UNIDADES DA BRF SÃO HABILITADAS A EXPORTAR PARA A ÁFRICA DO SUL

Lucas do Rio Verde (MT) e Lajeado (RS) receberam autorização para exportar suínos e frangos, respectivamente

Imagem de destaque

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, conquistou a habilitação para mais duas unidades produtivas exportarem para a África do Sul. As plantas de Lucas do Rio Verde (MT) e de Lajeado (RS) receberam autorização para exportar suínos e frangos, respectivamente.

Com as duas, já são 20 unidades da BRF habilitadas a exportar para o país africano diferentes tipos de itens (são 59 habilitações no total - a unidade de Lucas do Rio Verde, por exemplo, já era habilitada para exportar frangos e agora ganha mais uma opção). 

Com cerca de 60 milhões de habitantes (número comparável ao da população da Itália), a África do Sul apresenta a mais alta renda per capita em seu continente, sendo considerado um dos países de economia emergente.

“As novas habilitações fortalecem a inserção da BRF em mercados estratégicos, de forma alinhada com as perspectivas de crescimento traçadas pela nossa Visão 2030. Consolidar nossa presença em uma das maiores economias do continente é fundamental para expandirmos e diversificarmos nosso portfólio globalmente”, afirma Luiz Tavares, gerente executivo de Relações Institucionais Internacionais da BRF.

Sobre a BRF

Uma das maiores empresas de alimentos do mundo, a BRF está presente em mais de 130 países e é dona de marcas icônicas como Sadia, Perdigão e Qualy. Seu propósito é oferecer alimentos de qualidade cada vez mais saborosos e práticos, para pessoas em todo o mundo, por meio da gestão sustentável de uma cadeia viva, longa e complexa, que proporciona vida melhor a todos, do campo à mesa. Pautada pelos compromissos fundamentais de segurança, qualidade e integridade, a Companhia baseia sua estratégia em uma visão de longo prazo e visa gerar valor para seus mais de 95 mil colaboradores no mundo, mais de 300 mil clientes e aproximadamente 10 mil integrados no Brasil, todos os seus acionistas e para a sociedade.