Notícias

14/09/2021 14h39

Sadia e Ana Clara Lima comprovam que é muito fácil ser Veg&Tal

Nova campanha reforça versatilidade da linha sem carne ao desafiar jovem apresentadora a fazer a entrevista mais importante de sua vida: com ela mesma

Imagem de destaque

São Paulo, 31 de agosto de 2021 – Quem acompanha as tendências da gastronomia sabe que alimentos de base vegetal têm chamado a atenção de cada vez mais consumidores, seja pela vontade de inserir proteínas alternativas na dieta, seja pela simples curiosidade de saber como esses produtos são feitos e experimentar novos sabores. Tantas particularidades podem dar a impressão de que um estilo de vida mais veg é complicado, limitado e pouco prático. Por isso a Sadia, marca de alimentos mais valiosa do Brasil e Top of Mind em 2020, lança campanha de Sadia Veg&Tal, trazendo como consumidora da linha a apresentadora, repórter e influenciadora digital Ana Clara Lima, para provar que os produtos Veg versáteis e adequados em qualquer ocasião, para todos os públicos.

 

Em campanha elaborada pela VMLY&R, Ana Clara terá o desafio de mostrar a versatilidade de Sadia Veg&Tal – cujo portfólio conta com 18 itens, incluindo nuggets, almôndegas, hambúrgueres e frangos 100% vegetais, além de vegetais congelados e tortas vegetarianas. Para isso, a jovem vai conduzir uma entrevista muito especial sobre o tema, com uma convidada que talvez seja a mais desafiadora de sua carreira: ela mesma. Na conversa, ela vai compartilhar dicas de como ter momentos variados utilizando os itens da linha, provando que é possível manter a diversão, o sabor e a praticidade das ocasiões, além de reforçar o conceito de que Sadia Veg&tal é “para quem quer Veg e muito mais”.

 

“Tivemos grandes lançamentos de Sadia Veg&Tal ao longo de 2021. Foram diversos produtos que agregam muito sabor e praticidade para as mais diversas ocasiões de consumo, tais como os Veg Frangos, Veg Kibe, Veg Carne Moída e Veg Almôndega. A linha foi inspirada na busca do público por produtos sem carne, que se adequem ao estilo de vida e facilitem a rotina. E a campanha vem aproximar o portfólio e a marca dos consumidores. Para nos ajudar nesse papel, ninguém melhor do que a Ana Clara, uma profissional jovem, antenada e muito carismática. A Sadia está muito feliz com a parceria e se orgulha da qualidade de seu portfólio”, ressalta Gisela Toledo, gerente executiva de Sadia.

 

Além dos filmes com Ana Clara Lima, estão previstas na campanha a divulgação de novas receitas, bem como o compartilhamento com o público de dicas e curiosidades sobre a produção dos itens de Sadia Veg&Tal no website da linha. As peças digitais, a serem divulgadas nas redes sociais de Sadia Veg&Tal (como Youtube,Instagram e Facebook), falarão sobre os produtos e as inovações da linha, reforçando o DNA arrojado que é característico de Sadia há mais de setenta anos.

 

“Sadia Veg&Tal empodera a diversidade de escolhas das pessoas. Cada um tem gostos diferentes e vive momentos diferentes. Por isso, não é só sem carne, tem variedade, é gostosa, é fácil, é Veg & muito mais. E a Ana Clara – uma mulher forte, inquieta e que está sempre se reinventando - tem tudo a ver com a proposta da marca e as pessoas que se conectam com ela”, finaliza Bruno Couto, diretor de criação da VMLY&R.

 

Sadia Veg&Tal reforça compromissos de sustentabilidade dos negócios BRF

As inovações de Sadia Veg&Tal fazem parte da Visão 2030 da BRF, uma nova estratégia de crescimento que deverá levar a empresa a uma receita anual aproximada superior a R$ 100 bilhões na próxima década, consolidando-a como companhia global de alimentos de alto valor agregado.

 

Além disso, Sadia Veg&Tal também está em linha com o programa Net Zero, que tem o objetivo de zerar o balanço das emissões de gases causadores do efeito estufa (GEE) tanto nas operações quanto na cadeia produtiva da empresa até 2040. Para isso, a BRF atua em ações divididas em quatro frentes prioritárias em sua cadeia de valor, que incluem a compra sustentável de grãos, fomento à agricultura de baixo carbono, aumento do uso energia renovável e incremento da eficiência operacional.